domingo, 14 de junho de 2015

Malala - A Menina que queria ir para a escola.

Com a autora Adriana Carranca - Foto Samita Núñez

A contação de história do livro "MALALA - A Menina que queria ir para a escola", de Adriana Carranca, editora #companhiadasletrinhas foi um sucesso!  Que troca!  Que alegria! Foi uma diversão! 


A Bagagem Ilimitada recomenda esse livro maravilhoso e avisa que vem mais contação por aí!
#bagagemilimitada #voandocomaspalavras #contaçãodehistórias #teatro #teatrese #liberdade #lerémuitobom #arte #livrariadatravessa #malala #ameninaquequeriairparaaescola #adrianacarranca 

Contato: bagagemciateatral@gmail.com 

Foto Samyta Núnez
 

















































Livro - MALALA A MENINA QUE QUERIA IR PARA A ESCOLA. / Autora - Adriana Carranca / Editora Companhia das Letrinhas
Sinopse - Malala Yousafzai quase perdeu a vida por querer ir para a escola. Ela nasceu no vale do Swat, no Paquistão, uma região de extraordinária beleza, cobiçada no passado por conquistadores como Gengis Khan e Alexandre, o Grande, e protegida pelos bravos guerreiros pashtuns – os povos das montanhas. Foi habitada por reis e rainhas, príncipes e princesas, como nos contos de fadas. Malala cresceu entre os corredores da escola de seu pai, Ziauddin Yousafzai, e era uma das primeiras alunas da classe. Quando tinha dez anos viu sua cidade ser controlada por um grupo extremista chamado Talibã. Armados, eles vigiavam o vale noite e dia, e impuseram muitas regras. Proibiram a música e a dança, baniram as mulheres das ruas e determinaram que somente os meninos poderiam estudar. Mas Malala foi ensinada desde pequena a defender aquilo em que acreditava e lutou pelo direito de continuar estudando. Ela fez das palavras sua arma. Em 9 de outubro de 2012, quando voltava de ônibus da escola, sofreu um atentado a tiro. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. A jornalista Adriana Carranca visitou o vale do Swat dias depois do atentado, hospedou-se com uma família local e conta neste livro tudo o que viu e aprendeu por lá. Ela apresenta às crianças a história real dessa menina que, além de ser a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da paz, é um grande exemplo de como uma pessoa e um sonho podem mudar o mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário