domingo, 12 de fevereiro de 2017

Ensaio da peça "E o mar já não existe" com Felipe Vargens.

“Os homens juntam-se menos, há menos grupos. É um facto: a solidão aumenta nas nações pacíficas. Aproximamo-nos dos outros para nos defendermos. Por egoísmo nos juntamos.
A boca é importante em tempo de guerra: as pessoas têm fome; em tempo de democracia os lábios mantêm a importância, mas agora são ocupados pelos discursos. A linguagem é mais utilizada em tempo de paz, sobre isso não há dúvidas: em tempo de guerra não há conversas, apenas informações. Frases rápidas e curtas.”

Trecho de “Um Homem: Klaus Klump”, de Gonçalo M. Tavares.
Fotos de Daniel Debortoli.










Nenhum comentário:

Postar um comentário